UX Writing e o trabalho do UX Writer

As competências de um UX Writer

Para se destacar no mercado de UX Writing, é importante que o profissional da redação tenha algumas competências fundamentais. Neste artigo você irá conhecer as mais importantes.

Por Charlley Luz
Consultor em UX e Diretor da Feed Consultoria

 

Competências referem-se ao pacote de Conhecimentos, Habilidades e Atitudes (CHA) que um profissional aplica em seu cotidiano. São as operações mentais e tomadas de decisão que articulam e mobilizam os conhecimentos, ou seja, a capacidade de uma pessoa gerar resultados dentro dos objetivos organizacionais.

Logo, a competência é o que entregamos para gerar um produto final na escala de produção. Para isso, o Conhecimento, que é o conjunto de saberes teóricos que o UX Writer tem, é o resultado de experiências pessoais e profissionais, mas também tem a ver com a formação acadêmica/instrumental.

Em relação a Habilidade é como colocar em prática o conhecimento pessoal, é saber o que tem de ser feito. Por fim, a Atitude, que é forma de tomar iniciativas para querer mudar o ambiente organizacional, tem a ver com capacidade de liderança e de soluções de problemas.

Conhecimentos para um bom UX Writing
Aqui vamos destacar conhecimento, que compõe a carga cultural e metodológica de um redator de experiência do usuário. Vamos listar algumas áreas de conhecimento que se combinam para gerar a base de um profissional digital, sendo que a carga de cada um vai depender de como o profissional se posiciona e vai atrás de mais conhecimento.

Comunicação
Principalmente Comunicação e expressão. Deve ser capaz de entender o processo comunicacional (principalmente escrito). Deve saber manejar bem os recursos de comunicação e expressão, de compreender a linguagem (mensagem) a ser transmitida e do receptor. Aqui noções de jornalismo e de redação publicitária são muito mais que bem vindos.

Usabilidade
Tem que compreender os princípios básicos da usabilidade, principalmente aos problemas de affordance (uso intuitivo de interfaces) e de respostas de sistemas. Um dos objetivos, além de ser eficiente e eficaz ao realizar uma tarefa visando a satisfação do usuário. A dica é conhecer a ISO 9241-11 que define usabilidade e explica como identificar a informação necessária a ser considerada na especificação ou avaliação de interfaces e sistemas.

Ciência da Informação
É um campo científico responsável por estudar a análise, coleta, classificação, manipulação, armazenamento, recuperação e disseminação da informação. Alguns pontos importantes que colaboram com o conhecimento do UX Writer: Taxonomia (estruturação e organização da informação), fluxos informacionais, visualização da informação. A sugestão é ir atrás de formação em taxonomia: é ela que mostra a linguagem natural do usuário e as palavras mais importantes que você irá utilizar em seus textos e interfaces.

Tecnologia da Informação
Ah, a TI. Você sabe que as vezes se comunicar com o pessoal de desenvolvimento pode ser complicado. Mas precisamos destacar dois pontos importantes em relação à TI para o writer: somos definidores de requisitos e conheça sua ferramenta. Ao determinarmos nosso papel de definidor de requisitos o pessoal entende bem até onde chegamos. Sacar um pouco de programação ou de estrutra tecnológica é importante. Mas se você trabalha com chatbot é importante entender os mecanismos de inteligência artificial. Isso se refere ao segundo conhecimento, conheça bem as ferramentas que estão à disposição para seu trabalho.

Experiência do Usuário
A experiência do usuário é de natureza subjetiva, pois é relativo da percepção e pensamento individual no uso de um produto ou sistema. Por isso mesmo o UX Writer deve fazer parte dos projetos de UX desde o começo, para acompanhar o entendimento de quem será o usuário, conhecendo seu universo de palavras. Afinal a UX não só envolve aspectos relacionados de design como hardware, software, interface, usabilidade, facilidade de busca, como também destaca os aspectos emocionais e experienciais da interação humano computador.

Redação
Já ouviu falar de escrita conversacional? É a forma que o UX Writer tem para se comunicar com seu usuário. Interfaces são diálogos com o usuário. E possuem uma carga semântica, como disse Steven Jonhson, ou seja, a mediação ocorre por palavras que carregam significados. Assim, é hora de mesclar os conhecimentos anteriores e criar as conversas com o usuário utilizando-se de recursos como o Tom e Voz da empresa, o Content Style Guide e outras ferramentas de padronização de escrita.

A combinação dos aspectos anteriores é que vai calibrar o UX Writer que você será. Não se assuste com os conhecimentos listados, vá atrás e conheça mais sobre a UX Writing.

 

Vamos conversar mais sobre UX Writing?
Em maio de 2020 eu e meu sócio, Magerson Bilibio, estaremos ministrando o curso “UX Writing: da Experiência ao Conteúdo” na ESPM em São Paulo

Saiba mais

Conheça nossos produtos de UX Writing

Tags:, , , , ,